sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Quem quer ser um milionário?


O cenário do longa é a Índia, mas poderia ser Brasil. As favelas, a pobreza, a violência, o contraste social, tudo muito familiar para duas realidades que parecem tão distantes. O jovem Jamal também poderia ser um brasiliero qualquer, que nasce e cresce em meio à violência, à miséria humana e material, que sente na pele o preconceito, que vê a intolerância matar gente e a criminalidade virar meio de sobrevivência. O filme "Quem quer ser um milionário?", (2008), é de uma simplicidade complexa. Por trás de uma história de vida medíocre do personagem principal Jamal Malik há reflexão e forte crítica social.

O menino nasceu e cresceu em uma favela em Mumbai na Índia e aos 18 anos se vê prestes a se tornar milionário em um programa de perguntas e respostas na televisão. Por ser apenas o rapaz que serve o chá em uma empresa de telefonia, a capacidade de Jamal é questionada, já que, teoricamente, segundo a organização do show, por sua baixa escolaridade, ele não poderia responder diversas questões. Acusado de fraudar a atração, o rapaz é preso e torturado para que admita a "trapaça". Como modo de provar sua inocência, Jamal justifica todas suas respostas contando sua história de vida e o momento em que, por situações do acaso, adquiriu tal conhecimento. Além disso, o rapaz explica o real motivo de sua participação no show: recuperar seu grande amor, Latika, que conheceu ainda criança, mas que por necessidade vivia como esposa de um chefe do crime organizado.

O personagem é a prova de que a ignorância e o conhecimento são relativos. Para alguém como Jamal, a vida ensinou o que lhe era necessário saber para sobreviver em um meio tão hostil. Ele pode não saber algo tão simples quanto o que está escrito na bandeira nacional indiana, mas sabe quem é o político que estampa uma nota de dólar americano, porque, quando criança, trabalhou como guia turístico para ganhar algum dinheiro. E neste sentido todas as respostas do rapaz são justificadas por dificuldades e aprendizados que a vida dura lhe trouxe.

"Quem quer ser um milionário?" é ainda mais fiel ao cenário e a realidade que retrata por contar com atores indianos em seu elenco e por esmiuçar de forma tão aberta as mazelas sociais da Índia. Os atores-mirins são um destaque a parte, um show de interpretação. O filme faturou 8 estatuetas do Oscar em 2009, além de quatro Globos de Ouro. É um belo, sensível, crítico e emocionante longa que vale a pena ser visto e principalmente pensado não só naquela, mas também em qualquer outra realidade que se assemelhe.

Quem que ser um milionário? (Slumdog Millionaire)
Ano: 2008
Direção: Danny Boyle
Disponível em DVD

Nenhum comentário:

Postar um comentário