quinta-feira, 15 de julho de 2010

Guard save the queen


A troca de guarda da rainha da Inglaterra é um evento tradicional, típico, folclório e obrigatório a quem visita a cidade de Londres. Diariamente, às 11:30 hs, com pontualidade britânica, obviamente, os guardas reais fazem um verdadeiro show às portas do Palácio de Buckingham. O evento é rodeado de pompa, organização e segurança. Fotos do edifício sem ninguém à sua frente? Impossível, uma hora antes de começar a troca de guarda os turistas já se apinham nos suntuosos portões reais. Não puder visitar o palácio por dentro, só é aberto à visitação nos meses de julho e agosto, alto verão, quando a família real viaja de férias. Também não pude fazer aquela foto clássica ao lado do guarda, tentando arrancar-lhe um sorriso ou uma mera reação humana. Contentei-me com as fotos cheias de turistas a minha volta e do lado de fora de Buckingham. Para filmar a troca, é preciso mais que paciência, é preciso fôlego de repórter sem recursos, correr de um lado para o outro, sob um sol escaldante, se apertar, ficar nas pontas dos pés, driblar cabeças e máquinas erguidas como a sua para conseguir captar algo. Foi assim que, de modo bem amador, fiz os vídeos abaixo, nas pontas dos pés, com um paredão de gente na frente, por uma fresta do portão.

Podemos dividir a guarda em três blocos. Guardas vestidos de negro e cap, com armas nas mãos, outros de farda vermelha e chapéus pretos característicos também de armas em punho e por fim os músicos, trajados com mesmo uniforme dos anteriores. Há ainda a cavalaria, que sai de Buckingham cerca de 15 minutos antes da troca de guarda e vai buscar o pelotão. Voltam todos em desfile pela avenida. O processo acontece no pátio da frente do palácio, a portões fechados, daí a dificuldade em registrar. Após a parada, os soldados de negro entram por uma das laterais, os de vermelho pela outra, os blocos se dispõe pelo espaço e começam as honrarias militares, marchas, tudo em "coreografia", atendendo aos gritos dos respectivos comandantes. Em momentos exatos há a intervenção da banda, que antes de efetivar a troca se coloca ao centro e faz uma espécie de apresentação musical. Guarda trocada, aos poucos os pelotões se retiram, na mesma marcha, na mesma parada inicial, agora em adeus. Muita gente julga que a troca da guarda real inglesa é uma mera atração turística. Não deixa de ser, mas também acredito que seja uma tradição que sobreviveu ao tempo, tão importante e representativa quanto a própria Rainha e sua família a quem aquele batalhão de homens protege. É, além de qualquer coisa, uma marca muito expressiva de cultura que vale a pena ver e vivenciar.

Os vídeos precisavam de edição, mesmo uma produção melhor. Mas pelas condições já descritas, a câmera fotográfica fez boas imagens. Vale o registro do momento, do qual não se podia deixar passar nenhum detalhe.









Nenhum comentário:

Postar um comentário