segunda-feira, 26 de abril de 2010

Paciência

Há dias e momentos em que o corpo, a alma, o espírito pedem calma... cada qual e entre si. Mas o tempo, a vida, o dia-dia não param, não dão chance para que o corpo e a mente descansem. Tampouco eles se dão ao direito de parar. Paciência... Quem nunca sentiu isso? Lembrei-me desta música do Lenine, linda e que trata disso. No fim, tal como devemos concluir, a vida não pode parar, ela pede esse pulso, é rara e preciosa. É preciso viver...vida que segue!

Nenhum comentário:

Postar um comentário