quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Mais um jogão na Champions


Outro grande jogo. Mais uma vez voltei ao Estádio do Dragão, mais uma vez a Champions League, mais uma vez um adversário inglês para o Porto. Desta vez valia mais, primeiro jogo pelas oitavas de final da competição, Porto x Arsenal. Desta vez eram os vermelhos quem vinham ao Dragão com seu inconfundível grito ressoante, com grande time de craques e estrelas. Desta vez vi a vitória do time da cidade que me acolheu, 2 x 1 com muita polêmica e um jogão de bola! Desta vez também a emoção na arquibancada foi maior, estava eu, no meio da Super Dragões, a torcida organizada dos portistas. Naquele local se vê o jogo em pé, se xinga, grita, canta. É deste modo que gosto de ver jogos, estava mais em casa assim!

Em dia de grandes jogos como esse, a cidade respira o clima da partida desde cedo e por todos os lugares. Nesta quarta-feira, passeava eu com uma querida amiga que me visitava, mostrava a cidade e seus pontos principais. Eis que na Ribeira, cartão-postal portuense à beira do Rio Douro, demos de cara com a torcida do Arsenal, em peso! Os típicos "branquelos"ingleses, vestidos em vermelho, já se concentravam regados a muita cerveja e gritos de guerra. De repente, basta um deles levantar, gritar algo, todos os demais, estejam longe ou perto deste fulano, respondem em coro, aos berros. Felizmente, tudo com muita alegria, sem qualquer violência a que o futebol inglês muitas vezes é associado.

Esperava do Arsenal um grande futebol. Foi uma equipe pouco aguerrida. Ao contrário do Porto, que batalhou, mas perdeu boas chances de ampliar o placar. Um gol a mais faria toda a diferença para o confronto do dia 9 de março, na Inglaterra. Será preciso dobrar a raça do dragão na casa dos adversários. Mais que pelo futebol das duas equipes, o jogo foi marcado por lances no mínimo curiosos ou bizarros. O primeiro gol do Porto uma falha do goleiro do Arsenal, que aceitou um chute despretensioso de Varela. No tento de empate dos ingleses, a zaga e o goleiro Helton também falharam. Mas o gol da vitória foi o mais discutido, em todas as acepções da palavra. Bola atrasada, Fabianski, goleiro inglês, pega a bola com a mão. Na cobrança da falta na área, rapidez do ataque português, Falcão marca... autorizou, não autorizou, valeu não valeu...??? A galera vibra, o colombiano corre com os braços abertos, vitória do Porto. Pra mim, o gol foi legal, malandragem e agilidade de um lado, ingenuidade e desatenção do outro. Um ingrediente especial para este que foi apenas o primeiro tempo de um grande confronto. Certamente o segundo será ainda mais emocionante... e claro, estarei na torcida que o Porto avance e que tenhamos aqui mais grandes times do futebol mundial.

Um comentário:

  1. Voou alguma pena de frango pra onde vc estava sentada??? hehehehehehe
    bjs

    ResponderExcluir