segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Futebol e samba

O clima é de carnaval, celebridades, sambódromos, futebol morno no final de semana, e os craques são o destaque desde cadernos de fofoca ao noticiário esportivo. Neste ritmo, entre Anhembis e Sapucaís, é preciso tratar de algo a mais do que simplesmente a folia com os atletas, talvez futebol seja uma boa opção. Eis que alguém lança a pauta Copa do Mundo, aproveitando que Ronaldo, Robinho, Dunga e outros tantos selecionáveis estavam no samba. Eu até pensei em comentar sobre a seleção há alguns dias, mas achei que já tinha perdido a atualidade, um dos princípio jornalísticos. Mas, como o fato ainda rende discussões, me vi no direito de dar meus pitacos.

Também sou da bancada que clama pelos Ronaldos na seleça. O Gaúcho por tudo que vem jogando, o Fenômeno por ser quem é. A ausência de um, de outro ou de ambos tem como explicação a coerência de Dunga. O treinador pode não agradar (se é que treinador um dia agradou alguém) a gregos ou a troianos, mas a verdade é que suas convocações têm sido bem regulares. A base do time é sempre o mesmo, e pelo que consta não é muito alheio a chamar jogadores por boa fase, tampouco por má fase. Aqui leia-se Robinho. Alguém me explica o que ele faz lá? Ok, nunca fui fã do futebol dele, sua passagem pela Europa foi medíocre, sua ida pro Santos é puro marketing, e independente de indas e vindas não atravessa fase das melhores. Justifica-se pela coerência, mais uma vez. Embora algumas coisas como Gilberto sejam incoerentes...

Daí há a bancada dos que querem doentiamente Neymar na seleção, o maior "injustiçado" por esta coerência na convocação de Dunga. Isso me incomoda. O menino pode estar jogando um bolão e tudo mais, mas porque que sempre que surge algum menino na Vila o povo já acha que é o novo Pelé? Foi assim com Robinho, provou-se que não! Agora Neymar é Deus, merece seleção aos 18 anos pra seguir a mística do rei. Aí o menino faz um breque, porque foi mais que uma paradinha, na cobrança de pênalti, diante do experiente Rogério Ceni e ganha ainda mais créditos com a imprensa, "que frieza", "que maturidade". Duvido que se fosse outro garoto seriam estes os comentários, ao contrário, seria mascarado, deveria baixar a bola etc. Essa diferenciação de tratamento é chata e irritante! O fato é que a marra e a máscara já vêm com os atletas da categoria de base (aqui mesmo já comentei). Outra coisa, estas frescurinhas e brincadeiras fora de propósito, que os poetas do jornalismo literário preferem chamar de "molecagem" é cansativa e serve para dar margem à marra dos jovens atletas. Chamar Neymar por ser uma promessa, não justifica, a boa fase também não. Vale lembrar que uma coisa é brilhar frente aos Mirassol e Paulistas da vida. E fase boa por fase boa, coerentemente chamaria-se Ronaldinho Gaúcho!

*****
A mistura mais bonita de futebol e samba é a Gaviões da Fiel na avenida. Longe de tudo isso, com temperaturas de 1 grau doendo nos ossos, sem barulho, nem feriado prolongado, o carnaval faz mais falta. É origem, cultura e tudo mais. Impossível não acompanhar o que se passa no Brasil. O brasileiro despatriado clama por isso. Prometi que não leria nada, nem ficaria ouvindo sambas e acompanhando desfiles... não tem como! Emoção por emoção, que a escola desfile. Ver daqui a Gaviões aí, com enredo que fala dos 100 anos da paixão que une toda essa gente, realmente de chorar! De lindo, de amor e de saudade.

"De Jorge a força / que vem lá do céu / a ti serei fiel", esteja eu onde estiver!
"Corinthians é o meu amor / o samba é minha paixão /eu bato no peito / e grito pro mundo / o meu orgulho de ser gavião", literalmente.

6 comentários:

  1. Glaucíssima! Seu blog está ótimo. Agora, permita-me discordar frontalmente de você quanto aos Ronaldos: o Fenômeno, com seus 144 quilos, seria um peso morto no time e sua presença iria desestabilizar geral. Com Luis Fabiano e Nilmar jogando o fino, onde é que ele se encaixaria? E mais: tipos rodados como ele não aceitam de bom grado o banco de reservas. O mesmo se aplica ao Ronaldo Gaúcho: é bom na Europa. Na Seleção NUNCA mostrou a que veio. É uma estrela que só pensa em farra e mídia. Foi - TODO MUNDO sabe disso - um dos responsáveis pela péssima imagem deixada pelo Brasil na Copa de 2006. É uma estrela que só iria disseminar ciúme e discórdia no ambiente da Seleção. Imagina a pressão da Globo sobre o time. Logo agora que o grupo está tão fechado, tão entrosado? Se estamos jogando certinho até agora, para que retroceder e abrir espaço para um elemento que já teve a sua chance e nunca honrou a camisa amarela? Pô, parece até que você não entende de futebol (risos)!!!

    ResponderExcluir
  2. Brunildo, meu gde e querido amigo! O espaço está aqui pra discórdia e para a concordia ou para nenhuma delas rsrsrs Livre! Tbm acho q Luis Fabigol anda mto bem, merece, e tbm acho q o Gaúcho nunca foi td o que é nos clubes na seleção, mas ainda apostaria nele! E foi como disse, Dunga tem sido coerente, e por isso tbm acho q o grupo fecha com ele. Agora, se formos ver elementos que não honram com a camisa da seleção, a lista fica maior! rs

    ResponderExcluir
  3. Claro! O que não falta é cupincha de patrocinador. Exemplo: Robinho. Eu, se fosse o Dunga, nem convocava o cara pra Copa. Ou, pelo menos, deixava no banco. De resto, porém, acho que os "estrelinhas" ficaram todos de fora. Foi uma dádiva ver o fim da geração Ronaldo/Roberto Carlos. Não que eles, em algum momento, não tenham ajudado a Seleção. Mas o tempo deles já passou, é hora de olhar pra frente. É hora de apostar em Nilmar, Daniel Alves, Luis Fabiano... Em tempo: quem, na sua opinião, deveria ser titular na lateral-esquerda? Êta posição difícil! PS: Se falar em Roberto Carlos, não brinco mais....rs

    ResponderExcluir
  4. Sim, e não é de hoje que a seleção é algo mais midiático do que futebol...robinho nunca foi gde coisa pra mim, foi como dito no post, mais uma esperança de que o raio Pelé caisse duas vezes no mesmo lugar... lamentável!
    Concordo, RC já passou, ele não faço coro pela volta não! Tbm, nunca fui mto fã dele, mas é inegável a história que tem na seleção e no futebol europeu...para o Corinthians cai bem, por conta de td esta experiência mas seleça já deu! E essa sua pergunta é uma das mais pertinentes! Estes dias tava vendo uma discussão sobre isso, e ninguém vê uma solução...olha, o andré santos, ex-corinthians e atual Fenerbahçe é um gde jogador, no timão fazia gdes partidas e foi pra seleção, na qual não comprometeu, mas tbm nao jogou demais! Mas acho uma boa aposta, ele é bom jogador, mais apoio ao ataque do que na defesa, mas gosto dele...já foi chamado por dunga, mas anda esquecido, nem sei tbm como ta na turquia, fora os escandalos de participar de orgias. Acho q será como a direita, levamos tempo pra achar alguem, agora Dani ALves pra mim é o cara certo, ta jogando demais, por aqui inclusive! A esquerda ta dificil mesmo, quem em atividade ta bem?! talvez até mesmo um improviso ali vá melhor...vc tem algum nome em mente? Tenho impressão q laterais, há tempos é uma posicao dificil e sofrivel pra nós não?

    ResponderExcluir
  5. Não tenho nenhum nome em mente para a lateral-esquerda, mas eu não convocaria NENHUM dos nomes que o Dunga tem convocado. O que mais me agradou nessa posição foi um rapaz chamado Marcelo, do qual nunca tinha ouvido falar. Dos jogos que ele participou, gostei. Acho que deu apoio ao ataque, cruzou bem, marcou direitinho... Sei lá, foi o nome que me veio em mente agora. Mas e o Daniel Alves, será que não segurava a posição na esquerda também? Aí estava resolvido o problema...rs

    ResponderExcluir
  6. Ah brunildo, ao invés de termos as duas posições "meia boca", capengas, prefiro mesmo manter dani alves onde está (e está mto bem) e improvisar na esquerda um meia, por exemplo, (não penso ninguem agora) e ficar com o time meio manco apenas rsrs
    bjo

    ResponderExcluir