terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Corinthians 2010: ainda maior


Nada melhor do que começar o ano falando do nosso bom e velho futebol. Mais precisamente de Corinthians e seu novo / velho time. Muito se diz da alta média de idade desta equipe montada, dos trintões recém-contratados. Eu acho que é uma boa aposta. O timão vai precisar mesmo de experiência para disputar a Libertadores, de jogadores que saibam lidar melhor com a pressão redobrada da torcida alvinegra neste ano de centenário: tem que ganhar sempre, mas esse ano é 100 vezes pior a coisa.

E claro, o lateral-esquerdo Roberto Carlos é o grande nome das contratações da temporada. Campeão do mundo pela seleção, jogador rodado pela Europa, dispensa grandes apresentações. Embora o alvinegro tenha feito uma grande festa para receber o lateral. Os mais espirituosos até aproveitaram para dizer que o especial de fim de ano do rei Roberto Carlos foi transferido para janeiro no Parque São Jorge... em grandeza e importância não fica atrás, guardadas proporções. Nunca fui fã do atleta, como pessoa e como jogador. Mas ontem o que se viu foi um Roberto Carlos se esforçando ao máximo para ser simpático e receptivo com a massa alvinegra que o recebia com festa. Ele não tem o carisma natural que tem Ronaldo, mas tentou.

E acho que a aposta não poderia ser melhor. Pode não ser dono do melhor futebol, mas tem uma experiência inegável, e já ficou claro que jogadores vindos da Europa, repatriados, com tanta bagagem nas costas, dão certo no Brasil. Vamos combinar, o Campeonato Brasileiro foi nivelado tão para baixo que para Adriano ser o cara não custou muito (deixando de lado o talento ou não dele ok?). O que quero dizer é que para o futebol brasileiro estes caras caem muito bem. E para suas respectivas carreiras, o futebol brasileiro se encaixa como um final não melancólico, ao contrário, por cima e em boa forma. É isso que RC espera, tenho certeza. Juntou-se a fome com a vontade de comer. E pode cruzar na área que Ronaldo tá sempre por ali, com fome de gol. Aposto alto nesse timão. E que falem os corneteiros e torcedores adversários: centenário é o clube, não o time. Esse é experiente e ideal para o timão 2010.

*****
Nos primeiros dias do ano também pipocaram pela imprensa pesquisas sobre o crescimento das torcidas pelo país. Uma delas diz que a do Flamengo aumentou devido ao título Brasiliero. Pera lá, não tem nem um mês que ganharam e já é capaz de angariam mais tantos milhões de torcedores?! Acho que no fundo tem-se muito folclore nestes dados e apurações. Porém, outro levantamento diz do crescimento da torcida corinthiana no Estado de São Paulo e na capital paulista. Na contra-mão, a torcida do São Paulo diminuiu nos dois cenários. Opa, mas antes haviam outras pesquisas que previam o tricolor paulista com a segunda ou mesmo até a primeira maior torcida de São Paulo em breve, num espaço de cinco a dez anos. Essa sempre achei uma das mais estapafúrdias pesquisas... Tradição é tradição, povão é povão, camisa é camisa, futebol é paixão, é emoção, é lotar o estádio todo dia, não Guarujá. A nova pesquisa Datafolha está aí pra mostrar o quão impossível é essa previsão. E mais, o Corinthians disputou a série B em 2008, e mesmo assim aponta crescimento de torcida em 2009. É no sofrimento que se vê o tamanho do amor. Dizem que foi assim no jejum, foi assim agora e vai ser sempre... sempre a maior.

Aos interessados, segue a matéria do Globoesportes.com, com os dados da pesquisa:
http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/0,,MUL1434135-9825,00-TORCIDA+DO+CORINTHIANS+E+A+QUE+MAIS+CRESCE+NA+CAPITAL+E+NO+ESTADO+DE+SP.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário