quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Ronaldo!


Simplesmente fenomenal! Isso é Ronaldo! Ele cai e se levanta. Tem raça, faz o que ama, ama o que faz. Quantas vezes já não disseram agora acabou. E para ele era apenas um novo começo. Ele tem a cara do Corinthians... que me desculpem os fãs do craque que torcem pra outros times, ou mesmo os grandes clubes que ele já defendeu. Mas toda a garra, a superação, o amor, a força, parece a alvinegra. E ele é a cara do brasileiro. Cai, mas levanta! Ronaldo é talvez o último dos ídolos, realmente ídolo do futebol nacional. Aquele que, independente do time a que se torça, há sempre um espaço pra ele no coração de todo torcedor brasileiro. Quem não torceu por sua (s) recuperação (ões)? Quem não chorou com seu primeiro gol com a camisa do Timão, só por ver ali um verdadeiro mito do futebol nacional e mundial, o eterno Ronaldinho Fenômeno. Ele tem o dom, a arte do futebol e, mais que isso, tem humildade. Gordo ou magro, novo ou não tão novo assim, não importa, ele joga sempre um bolão. E mexe com o fenômeno pra ver... ele vai lá e mostra porque é e sempre vai ser Fenômeno!

Muito se discute se ele vai à Copa ou não. Dunga, na minha opinião, jogou a responsabilidade nas costas da imprensa, primeiramente, e depois de todo o povo brasileiro... "vocês querem me pressionar como fizeram em 2006 para que eu leve o Ronaldo", disse mais ou menos assim. Não foi apenas Ronaldo o culpado por perder a copa em questão. Não precisava nem de pressão, afinal se bem me recordo ele quem ganhou a de 2002. E já tinha caído algumas vezes e levantado tantas outras. Acho que no fim Dunga sabe bem que não precisa testar Ronaldo. Pra que jogar amistoso com Omã?! Já sabemos muito bem do que ele é capaz. Penso apenas que nosso treinador está de antemão se livrando da culpa ou se coroando com os louros. Se ganharmos a Copa, muito bem, fui eu quem chamei no peito, assumi a responsabilidade e levei Ronaldo. Se perdermos, um sonoro eu avisei, porém tive que ceder a pressão nacional e da imprensa (principalmente, porque a culpa é sempre da imprensa) e levei um Ronaldo que não me resolveu nada. Se não levar e ganhar, fez o correto, não precisamos do Fenômeno. Ah mas se não levar e perder, sua falta será a mais lembrada. Independente do final dessa história, de qual das respostas Dunga vai usar, pra mim é Ronaldinho e mais 10, e aposto que no fim das contas ele vai para a África do Sul. Ele é "inegociável, invendável e imprestável" (parafraseando Vicente Matheus), imcomparável, único, fenomenal!

O vídeo abaixo diz muito do que escrevi, faz parte dessa campanha "leva o Ronaldo" que já se espalha por aí. Simplesmente Ronaldo, chorei, porque é de chorar...
*****
E por falar em Copa, amanhã já saberemos os grupos para a competição de 2010. E há a possibilidade de um grupo com Brasil e Portugal. Será??? Não, esse confronto tão já não! Mais pra frente seria legal, mas deixem a Copa começar, deixem que eu sinta o clima português primeiro, depois confrontamos os irmãos, ora pois!

Nenhum comentário:

Postar um comentário