quarta-feira, 25 de março de 2009

Enfim, foca! Jornalista formada

Nunca pensei que me sentiria tão feliz quanto naqueles dois dias. Nem em minhas mais positivas perspectivas me via tão feliz.

Lembro de quando cheguei em Campinas, quando ingressei na Pontifícia Católica para cursar jornalismo. Era ano de 2005, uma moça imatura, no auge de seus 19 anos iniciava a realização de um sonho, com medos, inseguranças, perdida pelas novidades que o mundo recém descoberto trazia...

Quatro anos passados e a menina já é uma mulher mais madura, agora com 23 anos, formada jornalista. (Talvez até mesmo este blog, recém-inaugurado, seja melhor escrito por esta Gláucia de agora) O sonho tornou-se realidade e estar naquele auditório, vestida de beca com um simbólico canudo de diploma na mão era a materialização de tudo isso! Passou-me um filme pela cabeça enquanto a cerimônia de colação de grau transcorria, ao longo daquelas duas horas, pessoas, acontecimentos, lágrimas, sorrisos, pautas, leads, matérias, fontes, entrevistas, acertos, erros, decepções, frustrações, conquistas, tudo, tudo vivido antes, durante e depois da faculdade passava pela minha cabeça, numa mistura de emoções e sensações.

Como assim já acabou? Como minha formatura é hoje e ainda me resta a sensação de que falta muito a aprender, a fazer, a viver... por isso a vida que segue. Ao final de tudo, me veio esta incrível sensação de vida que segue, que muda, assim como mudo eu, constantemente, ao meu ver para melhor, sempre. Ouvi dia desses, providencialmente a frase "as coisas e os lugares não mudam, somos nós que mudamos". Que bom! Concordo e observo que é exatamente isso!

Do choro de insegurança, o choro transformou-se em orgulho no último final de semana, durante os dois dias de formatura em que dancei até os pés abrirem feridas, em que tirei fotos até a pilha da máquina acabar, em que ri muito, ri até chorar e até minha barriga doer, bebi como não estou acostumada para brindar com todo mundo o sucesso de todos, chorei de emoção e de alegria, em ver o orgulho nos olhos de meus pais, de meus familiares, dos familiares de meus amigos e também nos nossos, de expectativa pelo futuro que sempre sonhei, que embora desconhecido, tem rumo e me alegra imaginá-lo.

Enfim, jornalista, enfim foca, enfim formada. Sucesso a todos nós nessa nova caminhada... espero que meus amigos tão importantes nesta fase mutante estejam sempre comigo, assim como seguirei com eles, ao menos em pensamentos positivos, torcida, companheira de profissão.

2 comentários:

  1. Eu conheci várias Gláucias. Várias mulheres. Várias crianças meninas dentro dessa mulher que conheço hoje. Eu tenho a honra de presenciar metamorfoses capazes de me ofuscar com os tons das novas asas!


    Aqui, deixo meu carinho e minha felicidade em dizer: PÁRA DE FALAR CÁS PAREDE.BLOGSPOT.COM!
    Até que enfimmmmmmm Creide!

    Beijos millll

    ResponderExcluir
  2. Glau!!! E eu tenho os poemas da época de cursinho! Faz muuuito tempo. E nossa, como vc é uma pessoa "crescida" agora. Mas sempre maravilhosa! Bjão

    ResponderExcluir